terça-feira, 27 de novembro de 2007

Tesouros do coração



TESOUROS DO CORAÇÃO

Percorrendo a Bíblia, verificamos prioridades diferentes para pessoas que queriam alcançar o mesmo objetivo de viver eternamente com Deus.

O tesouro de Coré, Datã e Abirão era o poder sobre o povo de Deus. O tesouro de Moisés era fazer a vontade do Senhor. (Números 16)

O tesouro de Saul se concentrava em agradar o povo e manter-se aceito por ele. O tesouro de Davi estava em se tornar um homem agradável ao seu Criador. (1Samuel 13.8-13)

O tesouro de Marta estava em seus afazeres domésticos, enquanto que o de Maria era estar aos pés de Jesus, aprendendo com Seu Senhor. (Lucas 10.38-42)

O tesouro de Geazi era, literalmente, acumular riquezas e obter ganhos aqui nesta terra. O de Eliseu era ser obediente ao seu Senhor e cheio do Espírito Santo (2Reis 5.20-27)

O tesouro de Eli era simplesmente manter seu ministério sacerdotal, mesmo que sua casa permanecesse completamente fora da presença de Deus. O tesouro de Samuel era ouvir e atender à voz de Deus. (1Samuel 3.12-14)

E tantas outras comparações podem ser feitas através da Bíblia entre pessoas que escolheram os encantos deste mundo e pessoas que escolheram uma vida em unidade com Deus.

O mais interessante é que tanto estas como aquelas professavam Deus como o seu Senhor. Mas só as que realmente voltaram seus corações aos tesouros do Céu enquanto viviam aqui na terra é que foram contempladas por Deus com honras incomparáveis:

Moisés foi um profeta qual nunca houve em Israel, a quem Deus viu face a face (Deuteronômio 34.10-12).

Davi realmente foi um homem segundo o coração de Deus, digno de ser ungido rei sobre o povo mais caro do mundo – o povo de Israel (1Samuel 13.14; 2Samuel 7.8).

Maria foi a primeira pessoa a se encontrar com Jesus após a ressurreição (João 20.11-18).

Eliseu recebeu porção dobrada do espírito de Elias e tornou-se um santo homem de Deus (2Reis 2.9-11 e 4.9).

Samuel foi confirmado como profeta do Senhor desde criança, diante de todo Israel, e nenhuma de suas palavras o Senhor deixou cair em terra (1Samuel 3.19-20).

E o próximo parágrafo desta relação está reservado para contar o desfecho da sua história. Como ele poderia ser escrito?

Faça uma reflexão hoje, e verifique o que você tem entesourado em seu coração. Quais são as suas prioridades? E os seus valores, em que estão firmados? Em que você tem ocupado seu tempo e com que finalidade tem traçado seus objetivos de vida?

Deus nos dá essa oportunidade de revermos nossos tesouros hoje, para que possamos também ter nossos nomes inclusos no rol de pessoas que prefiram mais o Céu do que este mundo e, por isso, foram dignas de receber galardão de glória.


Oremos:
O meu coração se volta para Ti, Senhor, e Te entroniza como o Grande Rei de tudo o que tenho e sou. Pai, eu sei que tenho necessidades físicas e materiais aqui, e confesso que, às vezes, fico cuidadoso quanto ao que possa acontecer. Mas entrego tudo hoje em Tuas mãos, e me esforçarei para não desejar mais este mundo do que a vida eterna Contigo. Podes guardar dentro de mim os tesouros do Céu, as dádivas de um caráter como o de Cristo e das aspirações que priorizam a Tua Glória. Não quero apenas professar Teu nome. Quero viver como um verdadeiro cidadão do Céu. No nome do Bem mais valioso que eu tenho – o meu Amado Salvador Jesus, eu Te busco agora e para sempre. Amém.