terça-feira, 1 de julho de 2008

Um prazer muito além da obrigação





“Sabemos que O conhecemos [a Jesus], se obedecemos aos Seus mandamentos. Aquele que diz: 'Eu O conheço', mas não obedece aos Seus mandamentos, é mentiroso, e a verdade não está nele.” (1João 2.3,4)


Quando nós ouvimos uma música e gostamos dela, procuramos conhecê-la. Procuramos aprendê-la para que possamos cantá-la sempre que tivermos vontade. Procuramos refletir sobre sua letra e aplicá-la, de algum modo que seja útil, às nossas práticas de vida. Algumas pessoas mais seletistas como eu, não se agradam com qualquer coisa que chamam por aí de “música”. Pessoalmente, eu – Elaine - só ouço, voluntariamente, louvores a Deus. Essa foi uma escolha minha há muitos anos. Adoradores fazem isso porque é prazeroso ouvir algo que ressoe bem aos ouvidos e aqueça a alma.

Quando alguém conhece Jesus tem uma experiência semelhante. Conhecer Jesus é deparar-se com um significado jamais imaginado para nossas vidas. É algo que faz bem, que aquece nossos corações, que agrada a nossa visão, que alegra o nosso interior. E o louvor e a obediência a Ele tornam-se algo naturalmente espontâneo em nossas almas.

Somente ouvir uma música é diferente de conhecê-la, meditar sobre ela, aprender a entoá-la e (por que não?) praticá-la. Da mesma forma, ver Jesus ou saber sobre Ele é diferente de conhecê-Lo. Jesus é Aquele Alguém a Quem somente ver não traz gozo suficiente para nós. Quem O encontra sente o desejo súbito de conhecê-Lo melhor, de aproximar-se mais dEle. Porque de nosso Senhor emana uma luz capaz de esclarecer muitas coisas dentro de nós, capaz de revelar muitas realidades que precisam ser transformadas em nosso ser, capaz de apontar muitas certezas que antes jamais conseguimos ter, bem como de colocar em xeque muitas certezas outrora irrefutáveis em nós.

Cada experiência nova com Jesus nos revela que Ele é Alguém verdadeiramente digno de adoração sincera. Mostra a Sua santidade, pureza, doçura... e nos faz entender o quanto Ele é lindo em todas as Suas atitudes e sentimentos e perfeito em todo o Seu ser. Isso nos envolve de modo tal que não resistirmos mais ao deslumbre de sermos como Ele é, de vivermos como Ele vive.

Quem conhece Jesus passa a amá-Lo de maneira impressionante, e torna-se incrivelmente capaz de fazer coisas extravagantes, de tomar atitudes radicais, de dispor-se a mudanças significativas a fim de aproximar-se mais dEle e tornar-se como Ele. Cabe observar, porém que, para haver essa intimidade com Jesus, necessário é que haja, da nossa parte, renúncias, desprendimento daquilo que antes nos dava tanto prazer e que até então nos acompanhou. Contudo, são coisas que não nos completam, das quais vale à pena abrirmos mão para vivermos a novidade de vida que há em Jesus, pois Ele sim nos completa e satisfaz plenamente. É aqui que vemos o verdadeiro amor de quem está em Cristo: quem O ama e O conhece, obedece aos Seus mandamentos pois só assim pode ser como Ele. Seus ensinamentos e diretrizes para uma vida santa deixam de ser obrigação que nos livra do inferno e passam a ser um prazer que nos traz o Céu.

Jesus foi (e sempre será) obediente a Deus. Sujeito à autoridade de Deus. Mesmo sendo Deus não intentou ser igual a Deus pois não entendia que essa fosse uma atitude correta (Filipenses 2.6-8). Sua obediência e determinação em agradar a Deus O exaltou sobremaneira à mais alta posição em todo universo (Filipenses 2.9-11).

Não visando a exaltação, o lugar de Cristo para nós, mas apenas visando conhecer mais e mais dEle, achegar-nos sempre mais a Ele, gozarmos da alegria da Sua presença incomparável e insubstituível e, conseqüentemente agradarmos ao Pai e vivermos em unidade com Ele, é o desejo do coração de quem conhece Cristo Jesus. É como a música inteligente e agradável: o que conhecemos e refletimos dela pode ser útil e plenamente aplicável no nosso dia-a-dia. O que aprendemos com Jesus e de Jesus é, ao largo, necessário e eficaz para nossas vidas.

Se conhecemos Jesus verdadeiramente, voluntariamente nos tornamos obedientes e dispostos a fazer tudo o que for preciso para jamais perdê-Lo e para alegrar o coração de Deus, porque O amamos e queremos agradá-Lo, porque queremos ser lindos e santos como Ele é, porque já não vemos mais sentido algum em viver de outra maneira!

Deixe esse vídeo falar melhor ao teu coração...