sábado, 5 de setembro de 2009

Perfumando a Noite





PERFUMANDO A NOITE


Noite dessas, dobrando uma esquina do meu bairro, um aroma tão agradável invadiu minhas narinas de forma sublime. Olhei em volta para ver se encontrava sua origem, mas não encontrei. Sabia que era uma planta, mas não consegui enxergar o pé.

Lembro-me bem da casa de esquina de onde o suave perfume exalava, mas não avistei a plantinha, certamente misturada no meio das outras bem maiores que ela. A única informação que tenho é que essa plantinha que tem o hábito de fechar suas flores durante o dia e abri-las à noite para perfumar o ambiente, é conhecida, popularmente, por Dama da Noite.

De fato, é uma planta muito simples, porém, muito graciosa. E muito instrutiva, também. Seu jeito simples, secreto e, ao mesmo tempo, irreverente, nos conta sobre traços indispensáveis nos filhos de Deus.

Simples, porque é assim que Cristo é, e é assim que Seus discípulos também são. Jesus falava de modo que os menos letrados podiam entender, andava no meio dos simples da sociedade e, por Seu jeito simples e aparência simples, não foi nem mesmo reconhecido como o Rei que, de fato, é.

O Evangelho que Jesus ensinou é simples. Contudo, há muitos que enfeitam e até reinventam a mensagem da cruz, moldando-a segundo seus interesses pessoais ou, simplesmente, pretendendo tornar a Palavra de Deus ainda mais persuasiva. Fazem isso porque se esquecem (ou ainda não sabem) que quem toca o coração do homem não é o próprio homem, mas sim – e somente – o SENHOR (João 16.8-11).

É na simplicidade dos filhos de Deus que o testemunho do poder de Deus, da libertação, da cura e da salvação de Cristo Jesus, é manifesto aos homens.

Uma plantinha simples que, durante o dia, nem formosura tem com os seus botões fechados, consegue exalar perfume agradável e chamar a atenção de quem passa em frente à casa em que ela está. Que preciosa lição! Não é a grandeza dos nossos bens nem a eloquência do nosso falar que mostrarão mais de Cristo, mas sim a nossa brandura, inocência, desambição, naturalidade, suavidade... Coisas simples, para gente que foi chamada para ser simples.

Tão simples como secreta. Uma planta que não se sobrepôs às demais ao seu redor – tanto que eu nem lhe consegui enxergar – sobressaiu naturalmente, unicamente por cumprir sua missão de perfumar, no momento certo, o ambiente em que estava. É como se as demais plantas ao seu redor já tivessem feito seu número durante o dia, quando poderiam ser vistas à luz. A planta que, despretensiosamente, cumpriu seu chamado, porém, foi a que chamou mais a atenção.

Que honra é para o cristão não buscar louvores para si, mas viver em função de glorificar Jesus em tudo o que faz!

O próprio SENHOR Se encarrega de exaltar Seu servo, e de maneira tão honrosa e sobrenatural, que pessoas ao redor ficam boquiabertas ao contemplarem o que Deus faz.

Tiago, escrevendo às hebréias tribos dispersas (Tiago 1.1), orienta o povo de Deus sobre essa postura humilhada diante do Eterno SENHOR, com o propósito de mantê-Lo sempre exaltado acima de nós e com Sua mão estendida em nosso favor: "Humilhem-se diante do SENHOR, e Ele os colocará numa posição de honra" (Tiago 4.10 – NTLH).

Pedro também serve-se de palavra equivalente para exortar o povo cristão: "Portanto, sejam humildes debaixo da poderosa mão de Deus, para que Ele os honre no tempo certo" (1Pedro 5.6 – NTLH).

Ambos nos lembram que Deus é quem exaltará Seu povo. Ele, em tempo certo, colocará Seus santos em posição de honra. Ele... não nós. E o apóstolo Paulo reforça essa verdade, lembrando que Jesus "foi humilde e obedeceu a Deus até a morte – morte de cruz. Por isso Deus deu a Jesus a mais alta honra e pôs nEle o nome que é o mais importante de todos os nomes..." (Filipenses 2.8-9).

Nem o próprio Jesus ousou exaltar-Se a Si próprio, mas deixou-nos o nobre exemplo da humildade e esperança em Deus. A Dama da Noite aprendeu bem essa lição...

É certo que muitas plantas grandes nesta vida vêm nos encobrir. Pessoas com mais formação do que nós, com melhores salários ou maior condição social, pessoas com cargos mais elevados, com amizades mais influentes, com melhor saúde ou filhos mais dedicados aos estudos... são tantas as possibilidades! Muitas delas chegam mesmo a nos esnobar e até humilhar. Oremos pela cura das suas almas, libertação e salvação de cada uma delas (Romanos 12.14,19-21). E deixemos que o SENHOR das nossas vidas faça a Sua obra ser concluída com êxito no tempo certo, quando todos poderão ver quão maiores são os tesouros que temos em Deus.

Existe uma força muito grande dentro dos filhos de Deus que pode nos fazer superar esses momentos difíceis. Ela se chama Esperança, e é por meio dela – aplicada a Jesus – que podemos permanecer onde o SENHOR nos colocou e exalar o suave perfume de Cristo mesmo em densas noites. Certamente Ele sabe que ali há muitas dessas pessoas altivas precisando sentir esse cheiro agradável quando nas suas noites espirituais... "porque somos como o cheiro suave do sacrifício que Cristo oferece a Deus, cheiro que se espalha entre os que estão sendo salvos e os que estão se perdendo." (2Coríntios 2.15 – NTLH)

É nessas noites que os verdadeiros filhos de Deus podem expressar irreverência qual a plantinha de hábitos noturnos.

A escuridão não lhe intimidou. Ela perfumou o ambiente e até a noite. Deixou que as plantas grandes e floridas fossem admiradas enquanto o sol brilhava, mas quando a noite caiu e todas se ocupavam apenas em fazer sua própria respiração (uma necessidade vital das plantas também), a singela Dama da Noite fazia algo mais: mais que cuidar das suas necessidades pessoais, ela tornava bem mais agradável o passeio das pessoas naquele lugar.

Enquanto filhos de Deus, nós somos capazes de seguir esse modelo de comportamento. Entregamos nossas necessidades nas mãos do SENHOR e, enquanto Ele cuida muito bem de nós, nós revelamos a Graça que há nEle para o mundo ao nosso redor. É possível florescermos onde estamos e perfumarmos alguns trechos do mundo por onde as pessoas têm que passar. Ainda que outros não o façam, nós o faremos e nos tornaremos referências, assim como o foi nosso maior exemplo de amor, o SENHOR Jesus Cristo. E Antes mesmo de verem nossas aflições, as pessoas verão a luz de Cristo em nós e encontrarão, por meio do amor de Deus que lhes transmitirmos mesmo nos pequenos gestos, um motivo sincero para sorrirem e desejarem mudar de vida.

A escuridão da noite não pode intimidar os filhos de Deus na terra. Seja essa noite oriunda do pecado, ou momentos difíceis que passamos. Se Cristo verdadeiramente habita em nós, é sempre possível distribuir afeto, entregar uma palavra de ânimo, exortar à luz da Bíblia, realizar um gesto de bondade.

A Dama da Noite não escolhe os andantes para quem vai distribuir seu perfume. Não. Gratuita e indiscriminadamente ela faz isso com satisfação, sem favoritismos e com a mesma dedicação. E nem mesmo quando as noites estão ainda mais escuras, a pequena planta deixa de exalar seu cheiro bom.

São comparações bem simples de tudo o que podemos e devemos ser: obedientes ao nosso chamado e fiéis ao nosso SENHOR.

Seja para quem for, onde for ou quando for, possamos exalar a fragrância de Cristo Jesus, e o mundo verá que grande honra é pertencer a Deus nesta vida e ter a garantia da vida eterna com Ele no Porvir.