terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Espada desembainhada

A Bíblia em um ano:
Gênesis 43-45
Mateus 12.24-50

“Disse-lhe Jesus: ‘Guarde a espada! Pois todos os que empunham a espada, pela espada morrerão’.”
Mateus 26.52


No Antigo Testamento inteiro, guerreiros e líderes empunhavam suas espadas e tiravam muitas vidas. No Novo Testamento, Jesus ordena que guardemos a espada e preservemos a vida. É como se Ele estivesse nos dizendo: “A partir de agora, Eu faço a sua justiça.”

Mais à frente, vemos Paulo nos ensinando a usar o único tipo de espada que Jesus manejou e nos advertiu também a fazê-lo (Mateus 22.29): A espada do Espírito, que é a Palavra de Deus (Efésios 6.17).

Essa espada tem muito mais poder do que aquela que foi usada para decepar a cabeça de Tiago (Atos 12.2), porque ela preserva a vida de quem se rende ao seu poder, em vez de encerrá-la. Traz novo sentido à história de vida do rendido, satisfação para quem a usou em seu favor e glória para o Deus que age poderosamente através dela.

A espada que devemos usar hoje é a que traz vida e vida com abundância, em vez de morte. É a que considera o ser humano o ser mais importante de toda a criação, em vez de apenas mais um número nas estatísticas. É a que edifica e abençoa, em vez de trazer destruição e maldições sobre a terra.

Se nós conhecêssemos a real importância e a abrangência do poder dessa espada celeste, em vez de a embainharmos dentro de uma gaveta ou no canto de uma estante qualquer, a embainharíamos em nossos corações, e constantemente faríamos uso dela, não com nossas mãos, mas com nossas palavras e principalmente com nossas atitudes.