segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Fiel escudeiro

A Bíblia em um ano: Êxodo 25-26
Mateus 20.17-34


“E Jônatas disse a seu escudeiro: ‘Vamos ao destacamento daqueles incircuncisos. Talvez o Senhor aja em nosso favor, pois nada pode impedir o Senhor de salvar, seja com muitos ou com poucos.’ Disse o seu escudeiro: ‘Faze tudo o que tiveres em mente; eu irei contigo’.”
1Samuel 14.6-7


Jônatas tinha um escudeiro que lhe era fiel. Um escudeiro que lhe acompanhava em qualquer situação e lhe dava créditos devidos. O nome do rapaz que levava as armas de Jônatas não é citado pela Bíblia, mas sua postura nos conta que sua intenção não era aparecer, mas servir. Não era orientar, mas ser guiado por Jônatas, seu senhor. Não era questionar as atitudes do seu dono, mas ir com ele aonde fosse necessário, e lutar com ele e por ele quando fosse preciso.

Fico imaginando, se ao homem podemos entregar nossa fidelidade e respeito, por que temos tanta dificuldade em fazê-lo para com o Senhor? Ele já tem dado todas as provas que precisávamos ter e também as que jamais imaginávamos ser possíveis, para nos apresentar Seu amor e bondade, Seu cuidado e interesse por nós.

Alguém já disse que a “fé é a ousadia da alma de ir além daquilo que os olhos conseguem ver.” É aqui que nossa disposição para servir e adorar, para pertencer e seguir ao Senhor, nos coloca na mesma postura do escudeiro de Jônatas, e nos torna fortes o bastante para confiarmos e afirmarmos: “Senhor, faze tudo o que tiveres em mente, e eu irei contigo!”