sábado, 22 de janeiro de 2011

Pela Palavra

A Bíblia em um ano:
Êxodo 4-6
Mateus 14.22-36

“E assim invalidastes, pela vossa tradição, o mandamento de Deus. Hipócritas, bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo: ‘Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim. Mas, em vão, me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens.’ (...) Deixai-os; são condutores cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova.”
Mateus 15.6-9,14


Um dos preceitos dos homens mais horríveis já aplicados aos fiéis foi a proibição da leitura da Bíblia aos leigos, através da decisão do Concílio de Tolosa, em 1222, que passou a tradição ter mais autoridade do que a própria Palavra de Deus. E, em conseqüência disso, milhões de pessoas, cegas espiritualmente, ainda são hoje conduzidas por outros condutores em igual situação espiritual a elas. Todos praticando dogmas e tradições que não condizem com a palavra de Deus e promovem a maldição ao invés da bênção sobre o mundo.

Abster uma pessoa do contato com a Palavra de Deus é privá-la de conhecer a Graça redentora do Senhor Jesus. Ler e praticar a Bíblia é a única forma de se conhecer a Deus e à Sua soberana e perfeita vontade. Aplicar-se à prática de doutrinas humanas e sobrepô-las ao conteúdo Bíblico é atitude que nos afasta cada vez mais de Deus.

Esforcemo-nos, pois por conhecer e praticar a sublime e autêntica Palavra de Deus. Só através dEla será possível que tenhamos fé para agradar ao Criador e sermos selados para viver com Ele eternamente.

Nenhuma doutrina ou tradição pode subsistir sem o respaldo da irrefutável Palavra de Deus.