quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

UMA GRANDE MENTIRA!

A Bíblia em um ano:
Gênesis 16-17
Mateus 5.27-48


“O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia.”
Provérbios 28.13


Viver em santificação a cada dia é o quesito para entrar no Céu (Hebreus 12.14). Às vezes parece difícil demais, principalmente quando lemos a história do passado humano, desenhada pelo pecado e também quando atentamos para a atuação do mal sobre o mundo nos dias de hoje.

Somos orientados a nascer de novo e a não pecar mais (João 3:3,7; 1João 3.9-10). Mas nenhum de nós está livre de pecar (1João 2.1-2).

Interessante é observar que a primeira artimanha que o maligno lança sobre uma pessoa que pecou e caiu é convencer essa pessoa que Deus já não a ouve mais por causa do pecado. Dessa forma, o pecador se entristece com o pensamento de ter sido abandonado por Deus, se afasta de seu Deus e, conseqüentemente, perde a proteção divina. Estando exposto à atuação do mal, este se encarrega de modificar os pensamentos e as atitudes do pecador (já fraco na fé), a fim de mantê-lo longe de Deus.

Contudo, a Bíblia afirma que Deus não deixou de ouvir o pecador. E Ela nos ensina a direção: CONFESSAR PARA RECEBER O PERDÃO.

Ora, se nos manda confessar, é porque temos que falar com Deus. Se nos manda então falar com Deus é porque Ele está disposto a ouvir. Então, Deus não deixou de escutar uma pessoa que está em pecado.

E mais: Deus não só está disposto a ouvi-la como também espera o minuto da sua decisão para respondê-la. Ele responderá concedendo o Seu perdão.

Importante é negritar que o Senhor está disposto a qualquer momento a fazer isso. Quando uma pessoa peca, Deus Se prontifica a esperar que ela reconheça seu erro e se volte para Ele. E fica disposto, atento, esperando o minuto da decisão. O minuto em que ela optará por retornar onde caiu e recomeçar com a ajuda de Deus... O minuto da confissão. O minuto que fará toda a diferença para sua vida!

Deus não está preocupado com o tamanho do erro (para Ele não existe pecadinho nem pecadão... tudo é pecado!) mas sim com a atitude de fé que nos levará a reconhecer que erramos, a nos arrepender e a buscar dEle o perdão para reconstruirmos nossa história com Sua ajuda e livres de permanecermos na prática do pecado.