terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Em nós Sua morada

A Bíblia em um ano:
Levíticos 4-5
Mateus 24.29-51


“Portanto, vocês já não são estrangeiros nem forasteiros, mas concidadãos dos santos e membros da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, tendo Jesus Cristo como pedra angular, no qual todo o edifício é ajustado e cresce para tornar-se um santuário santo no Senhor. Nele vocês também estão sendo edificados juntos, para se tornarem morada de Deus por Seu Espírito.”
Efésios 2.19-22


Certo homem viu um terreno abandonado e entulhado. Ninguém dava nada por esse terreno, e por isso, todos se achavam no direito de jogar entulhos de todas as naturezas dentro dele.

Mas, diferentemente de todas as outras pessoas, o homem viu algo além do terrível desnivelamento, dos montões de lixo e de todo aquele mato. Houve quem lhe chamasse “louco”, mas o homem, quando viu aquele terreno baldio, sonhou em construir ali uma grande e excelente casa, para nela habitar e viver todos os seus dias. E não se importou com o que os outros diziam.

Além disso, o homem pensou ainda na possibilidade de influenciar os moradores vizinhos do terreno a melhorarem suas casas também, depois que vissem a beleza da construção que ele faria ali naquele lugar.

Então, sem medir esforços, o homem juntou toda a sua riqueza e comprou o terreno. Ele trocou seu bem mais caro por aquele pedaço de chão inútil e construiu ali uma linda casa. Trabalhou arduamente para erguê-la, pois o terreno era bastante acidentado e arenoso. Com o tempo, com muita paciência e extrema dedicação, o homem firmou bem os alicerces com pedregulhos formados por uma grande rocha que ele despedaçou e utilizou em cada um dos pontos da base. Misturou água, cimento, tijolos, e com suas próprias mãos ergueu a mais linda casa que alguém poderia construir. Formou um lindo jardim do lado de fora, cercou bem todos os muros, e naquela casa entrou satisfeito e começou a fazer sua morada.

Com o tempo, os vizinhos viram que, com amor e empenho era possível transformar suas casas esbandalhadas em lindas e aconchegantes residências. Então, foram ter com o morador mais ilustre do bairro e receberam sua ajuda para reconstruírem suas casas da maneira correta, de forma que, depois de algum tempo, o bairro era o mais belo de toda aquela grande cidade.

Se você ainda não compreendeu a parábola, entenda que o terreno desmantelado somos nós em nosso passado de culpas e pecados. O homem é Deus, que deu Seu Filho amado, o Seu Tesouro mais caro, por nossas vidas, para nos salvar e restaurar, quando ninguém daria um único centavo por nós, mas unicamente desprezo e escárnio.

Depois de despedaçar Jesus na cruz, e usar cada fragmento daquela Rocha para montar nossas bases espirituais, o Senhor ergueu carinhosa e cuidadosamente Sua morada em nós, juntando as águas do Seu Espírito Santo, o cimento da Sua Palavra, os tijolos dos Seus princípios e das nossas orações, e ergueu um templo para o Seu louvor. Além disso, Ele formou um lindo jardim florido, que pode perfumar e oferecer beleza aos visitantes, e cercou bem os muros, para que o pecado não entre mais em nossas vidas e danifique a Casa do Senhor.

Deus fez em nós Sua morada.

A presença do Senhor, porém, não fica restrita a nós. Ela influencia outras pessoas ao nosso redor a buscarem também a santidade do Senhor e a nova vida em Cristo Jesus.

Você é um desses terrenos? Deus já está construindo Seu santuário em você? Se está, você é um bem-aventurado. Se não, entregue a escritura do terreno para Ele e permita-O começar uma grande edificação em sua vida.

Por mais que seja irregular, não há terreno em que o Divino Arquiteto não possa fazer uma grande restauração e erguer uma grande obra.