quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Pelo que elas são

A Bíblia em um ano:
Êxodo 29-30
Mateus 21.23-46


“Ouvi, meus amados irmãos: Porventura não escolheu Deus aos pobres deste mundo para serem ricos na fé, e herdeiros do reino que prometeu aos que O amam?”
Tiago 2.5


“O homem vale o que tem.” Este é o pensamento que tem dominado milhões de mentes e corações pelo mundo em todos os tempos.

Contudo, Deus não sente como o homem, nem pensa como o homem, nem age como o homem. Dos desprezados Ele faz exaltados, os batidos Ele fortalece, os caídos por Ele são levantados, porque Deus vê sempre uma possibilidade onde ela não existe.

Jesus era humilde, um obscuro carpinteiro de classe pobre e simples. Quem O olhava nada dava por Ele, porque viam somente a aparência que Deus ignora. Ora, Deus olha o coração (1Samuel 16.7). E o coração de Cristo, desprezado pelos homens, demonstrou maior amor que qualquer homem poderia dar. Daquele homem pobre, sem formosura alguma, na verdade, o mundo pode contemplar o mais rico e glorioso ser que já existiu: herdeiro de uma glória que nunca passará e do nome ao qual todo joelho se dobrará (Romanos 14.11; Filipenses 2.10).

Embora tenha sofrido a indiferença daqueles a quem amava, e neles observar tanta mediocridade e insubmissão, Jesus jamais desprezou alguém, mas acolheu... incondicionalmente!

E nos deixou um legado de amor que, na prática, nos revelou realmente ser possível e necessário amar as pessoas pelo que elas são e não pelo que elas têm.

A mente de Cristo nos permite encontrar, em vasos de barro, os mais belos tesouros escondidos.