quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Troca emergencial

A Bíblia em um ano:
Levíticos 6-7
Mateus 25.1-30



“Jesus lhe respondeu [à mulher samaritana]: ‘Se você conhecesse o dom de Deus e quem lhe está pedindo água, você lhe teria pedido e Ele lhe teria dado água viva’.”
João 4.10


Jesus tinha que passar por Samaria para ir para a Galileia (João 4.4). Ele tinha que passar por ali porque tinha que fazer uma troca emergencial: Ele trocaria um pouco da água do poço que beberia pela fonte da Sua água viva, a jorrar para a vida eterna.

O diálogo de Jesus com a mulher é bem parecido com o nosso. Quando Jesus disse: “Dê-Me um pouco de água” (João 4.7), a mulher questionou: “Como o Senhor, sendo judeu, pede a mim, uma samaritana, água para beber?” [Pois os judeus não se dão bem com os samaritanos.] (João 4.9). Quando Jesus pede de nós o que temos para Lhe dar, nós questionamos, brigamos, retrucamos. Não aceitamos abrir mão daquilo que nos parece tão agradável ou útil (como água), porque somos muito apegados ao que temos aqui – quer sejam bens, quer sejam pessoas, quer sejam problemas e soluções...

Ou, se não por isso, impomos nossa religiosidade ao Senhor e contestamos o Seu agir, baseados apenas naquilo que achamos e sabemos, e não naquilo que Deus sabe. Nós nos esquecemos que os pensamentos do Senhor não são os nossos pensamentos, nem os Seus caminhos são os nossos caminhos, mas como os céus se elevam sobre a terra, assim os pensamentos do Senhor são mais altos que os nossos, bem como os Seus caminhos são melhores e mais perfeitos que os nossos caminhos (Isaías 55.8-9).

Porém, assim como Jesus estava disposto naquele momento a trocar um manancial que jorrava do Céu por um pouco de água da fonte que jorrava da terra, Ele ainda está disposto a nos dar dos Seus tesouros celestiais e, em troca, pede de nós o que temos aqui.

Será que somos capazes de consagrar nossos bens a Jesus? Será que somos capazes de entregar nossas famílias em Suas mãos? Será que somos capazes de ofertar nossos corações pecadores a Ele?

Se dizemos que já o fizemos, por que, então, nos preocupamos tanto quando nosso material é tocado? Por que perdemos tantas noites de sono pelas nossas famílias, como se estivessem totalmente desamparadas? Por que nossos corações ainda ardem em ansiedade por causa do futuro, das coisas que estão por se resolver, e da vontade de realizar o nosso desejo (que na maioria das vezes não é o desejo de Deus)?

Hoje o Senhor Jesus nos pede dessa água perene. O que Ele tem pedido a você?

Seja lá o que for, siga o exemplo da mulher samaritana, e entregue tudo a Ele, sem hesitar. Só assim haverá lugar para fluir em você a fonte que jorra para a vida eterna.