terça-feira, 29 de março de 2011

Muito além de tudo isso!

A Bíblia em um ano:
Juízes 7-8
Lucas 5.1-16


“Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.”
1Coríntios 15.19


Cristo nunca foi discípulo, mas discipulou milhares em todas todas as partes do mundo (e o faz até hoje); Ele nunca freqüentou escolas, mas foi o maior Mestre que já existiu; nunca comandou exércitos, mas Seus súditos formam os maiores e mais poderosos batalhões que já houve sobre a face da Terra; Jesus nunca escreveu nenhum hino e milhões de vozes, de todas as idades e em todas as raças, tribos e línguas e nações louvam o Seu adorado nome; Ele tem origem plebéia e nasceu numa humilde manjedoura, mas é aclamado Rei e Senhor em todos os tempos (inclusive antes mesmo de nascer) e por todo o planeta; nunca escreveu nenhum livro mas Seu nome está presente em todas as bibliotecas do mundo e é relembrado com mais celebridade e freqüência que todos os sábios do mundo juntos!

Que homem extraordinário é Jesus!

Aquele que jamais Se envolveu com a mágica, mas é autor dos maiores milagres que já se teve notícia... Coisas inimagináveis aos olhos e à mente humana; aquele que provou com humildade ser o maior exemplo de amor e sabedoria que já existiu... Um ser tão glorioso a quem nem mesmo a morte pôde vencer, mas ressuscitou, invicto e vitorioso... Aquele que ocupa um trono no Céu porque não é digno de continuar neste mundo sujo, enfermo e pecador depois de ter expressado o maior exemplo de glória e santidade ao vencer o inferno e a morte e ressuscitar.

Que possibilidades há de dizermos o mesmo de outro homem, qualquer que seja?

Ora, se esse mesmo Cristo é o Senhor da nossa vida, por que nos limitarmos a viver nossa história como se ela se encerrasse com a nossa morte neste mundo?

Jesus Cristo veio a este mundo para fazer a diferença e nos ensinar a viver assim. O que há nesta vida é muito pouco diante de tudo o que Ele conquistou para Seus fiéis. Por isso nossa esperança no Senhor é diferente... Ela não se resume a bens materiais e nem se encerra com a morte, mas abrange o sobrenatural e o inimaginável e continua por toda a eternidade no Reino de Deus, a Glória Celeste.

Cristo foi diferente e melhor que tudo e todos, e esse fato permite que a concepção e a esperança dos Seus seguidores estejam mais além do que qualquer outro líder religioso pôde estabelecer.