quarta-feira, 2 de março de 2011

Sempre Presente

A Bíblia em um ano:
Números 23-27
Marcos 7.14-37 e 8.1-21

“Pode uma mulher esquecer-se tanto do filho que cria, que se não compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas, ainda que esta se esquecesse, Eu, todavia, não Me esquecerei de Ti.”
Isaías 49.15


As pessoas passam em nossas vidas como águas que correm num rio... elas molham a terra, trazem vida... mas passam. Se misturam às demais e se vão.

Separar-se de alguém querido, seja por qual motivo for, é sempre uma angustiante experiência. E, na grande maioria dos casos, a separação vem acompanhada de uma sensação inevitável de solidão, de abandono.

Quando o motivo que causa uma separação entre pessoas que se gostam é bom, isso traz um certo conforto que amenizará a sensação da perda. Contudo, muitas vezes uma separação ocorre por causa das discordâncias entre as partes...

Há, contudo, alguém que, embora não concorde conosco em muitas de nossas decisões, continua presente, disposto a nos dar atenção e afago sempre que nos voltarmos a Ele. Deus disse pessoalmente que não nos esqueceria... que não nos abandonaria. Ele disse isso através do profeta Isaías, há, pelo menos, 2700 anos atrás. Mas pessoas que tiveram experiências pessoais com o Senhor disseram que Ele “é o mesmo ontem, hoje e eternamente” (Hebreus 13.8). O próprio Deus disse que não muda (Malaquias 3.6). Devemos, então, confiar, e perceber na prática, que Ele não mudou, mas continua disposto a nos acompanhar em nossas vidas como a pessoa mais presente e necessária que podemos conhecer e ter...

Por mais que as pessoas se esforcem, por mais amor que elas possam demonstrar umas às outras, por mais promessas que façam, um dia elas passarão... deixarão de existir. Deus, contudo, permanece para sempre. E Seu sublime amor também. Por isso Ele deseja que nos entreguemos a um relacionamento íntimo e sincero com Ele. E confiemos somente nEle como o nosso auxílio e a nossa alegria, seja qual for o tempo das nossas vidas (conflitos ou paz, alegria ou dor). E Ele quer que façamos isso porque os homens produzem coisas temporais... mas Deus produz coisas eternas.

Deus deseja que acordemos todos os dias das nossas vidas com a certeza que não estamos sozinhos no mundo, ainda que nos faltem as pessoas e os bens... Ele quer que despertemos para um novo dia com a certeza que somos amados e queridos por alguém que jamais passará em nossas vidas.

E essa certeza, só mesmo aquele que é incomparavelmente Santo, inexplicavelmente Poderoso e incontestavelmente Sincero poderia nos dar...

Da parte dos homens, tudo o que é bom dura o suficiente para ser inesquecível. Da parte de Deus, tudo é bom e dura por toda a eternidade.