terça-feira, 17 de maio de 2011

Desde pequeno...

A Bíblia em um ano:
1Crônicas 1-3
João 5.25-47


“Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.”
Provérbios 22.6


A formação da personalidade do ser humano ocorre, segundo os estudiosos, durante a infância. Nessa fase [0 a 8 anos, mais ou menos], é imprescindível que a criança receba os melhores exemplos e participação total dos responsáveis por ela, de forma a moldá-la dentro de princípios e valores que nortearão praticamente todo o restante da sua vida e sobre os quais será desenvolvido o seu caráter.

Educar a criança no caminho que pensamos ser certo para ela é a maneira mais eficaz de formar adultos condicionados a continuar reproduzindo o sistema, seja ele do bem, seja ele do mal.

O maligno sabe disso, e por isso tenta influenciar nossas crianças desde muito pequenas, através de coisas sedutoras e extremamente perigosas, como muitos jogos eletrônicos, a programação promíscua, libertina e violenta da televisão, a desocupação, a falta de limites e a desvalorização e distorção do conceito de família, por exemplo. Seu interesse é levar o mundo cada vez mais para o fundo, e desviar o maior número que puder de pessoas que andam no caminho do Senhor.

Deus é nosso Pai e nos vê como filhos, crianças que precisam ser moldadas nos padrões celestiais para viverem bem neste mundo e na eternidade. Por isso Ele nos corrige e auxilia a cada instante, para que aprendamos o que, de fato, é certo e salva vidas da perdição eterna. [Esse é o motivo pelo qual não devemos murmurar diante das provações da vida, pois elas são lições do Senhor que nos fazem crescer – Romanos 8.28; Apocalipse 3.19; Provérbios 3.11-12]

Vamos fazer o mesmo pelos nossos filhos. Vamos nos empenhar em ensiná-los a Bíblia como regra de fé e manual de direção espiritual. Vamos praticá-La e servir de bons exemplos para as crianças que queremos formar. Vamos corrigi-las e instruí-las no caminho em que devem andar, para que não se desviem dele quando se tornarem adultas.

E não vamos nos esquecer que nesse processo nós também somos crianças que precisam aprender dia após dia com o Senhor como sermos filhos que alegram o coração do Amado Pai.