quarta-feira, 3 de agosto de 2011

O sustento dos justos

A Bíblia em um ano:
Salmos 62-65
Romanos 6





“Melhor é o pouco do justo do que a riqueza de muitos ímpios; pois o braço forte dos ímpios será quebrado, mas o Senhor sustém os justos.”
Salmos 37.16-17



Seis sextilhões, 586 quintilhões, 242 quatrilhões e 500 trilhões de toneladas (6 586 242 500 000 000 000 000). Este é o peso aproximado do planeta Terra. Seu volume é de 1 083 319 780 000 quilômetros cúbicos. Para saber o que isso significa, basta imaginar um trilhão e 83 bilhões e ainda 319 milhões e 780 mil cubos justapostos, um junto ao outro, e cada um deles com um quilômetro de altura e de comprimento. (WEBCIÊNCIA)

No entanto, fazendo referência à grandeza de Deus, o profeta Isaías disse que Deus está assentado sobre o globo da Terra (Isaías 40.22), ilustrando quão grande é o Senhor. É como se a Terra fosse o banquinho de Deus.

Tendo essas informações em mente, creio que não deveriam haver mais dúvidas quanto ao poder de Deus para mudar nossas vidas e nos sustentar nas horas de aflições. Mas há. E muitas!

Nossas limitações, nossa impotência, nossa cegueira nos impedem de ver o Senhor e o Seu poder quando as nuvens escuras e carregadas tomam os céus das nossas vidas e fecham o tempo trazendo grande pesar. Subitamente nos esquecemos que o Deus que pode tomar o planeta Terra em Suas mãos e transferi-la de lugar [como se transfere um banquinho] tem sustentado nossas vidas em Suas mãos.

Imagine você dentro do planeta Terra. Qual é a proporção disso? Numa comparação mais simplificada, você seria a minúscula formiguinha solitária caminhando dentro de uma mansão. Mas lembre-se que de uma altura ainda maior que aquela por que você olha uma formiguinha, o Senhor está olhando o planeta Terra. E você dentro dele.

Por mais poucos que sejam os nossos recursos, por maiores que sejam as nossas impossibilidades, se fomos justificados em Cristo, estamos seguros pela palma da mão do Senhor. E nada pode nos derrubar de lá.