sexta-feira, 14 de outubro de 2011

A luz da vida

A Bíblia em um ano
Isaías 43-44
1Tessalonicenses 1-2



“Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem Me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.”
João 8.12



Mariposas, besouros, cascudos, e outros que não sei o nome. Dezenas desses insetos fazem a festa ao redor das lâmpadas da congregação. Lá fora está frio e escuro. As lâmpadas aqui dentro emitem luz e calor. E os insetos se sentem muito bem com isso.

Curioso não ser este um fenômeno relativo apenas aos insetos, não? Com a alma do homem ocorre o idêntico. A vida é cheia de momentos escuros e frios, que cegam nossa visão e congelam nossos ânimos.

Mas Jesus nos deu o mapa da salvação. Ele disse onde estava a luz para nós. Ele disse que Ele mesmo é essa luz. E disse que quem permanece nEle, não caminha em trevas (João 8.12; 12.46), mas tem claridade para perceber as armadilhas do inimigo. Tem condições de se desviar do mal porque consegue enxergá-lo, mesmo que esteja camuflado. Tem clareza para ver o Senhor sempre por perto. E sente segurança, mesmo quando as feras rugem contra nós.

Busquemos, então, o Senhor Jesus Cristo para nossas vidas, sem medo de sermos felizes. Ele nos recebe sempre e nos envolve com um amor incrível.

Se você não sabe como encontrá-Lo, busque-O em orações sinceras e na Sua Palavra. Ela é a lâmpada que irradia Sua Maravilhosa Luz e ilumina o nosso caminho. (Salmos 109.105)

Quando as lâmpadas daqui do templo forem apagadas, a festa dos insetos acabará. Amanhã, tudo o que teremos será uma porção nojenta deles, todos mortos e esparramados pelo chão. No caso dos seguidores de Cristo, não há esse risco. O Senhor nunca muda e jamais falha. Ele não Se apaga nem pode ser apagado por ninguém.

Por isso a nossa festa é eterna, e será infinitamente mais interessante quando nós formos com Ele para a Glória.