segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Oferta agradável

A Bíblia em um ano
Isaías 34-36
Colossenses 2



“E Davi pediu: ‘Ceda-me o terreno da sua eira para eu construir um altar em honra ao Senhor, para que cesse a praga sobre o povo. Venda-me o terreno pelo preço justo.’ Mas Araúna disse a Davi: ‘Considera-o teu! Que o meu rei e senhor faça dele o que desejar. Eu darei os bois para os holocaustos, o debulhador para servir de lenha, e o trigo para a oferta de cereal. Tudo isso eu dou a ti.’ O rei Davi, porém, respondeu a Araúna: ‘Não! Faço questão de pagar o preço justo. Não darei ao Senhor aquilo que pertence a você, nem oferecerei um holocausto que não me custe nada’.”
1Crônicas 21.22-24


As ofertas sinceras agradam ao senhor. Seja o que for: nosso tempo, dinheiro, atenção, trabalho, louvores, orações, gratidão, etc., importa que seja original e, de alguma forma, sacrificante para nós.

Original porque deve ser nosso, não copiado, não mecânico, não ritualístico, não obrigatório. Mas sim, espontâneo, sincero, pessoal.

E, de certa forma, sacrificante, pois Deus não quer restos. Nem eu quero e nem você quer. Ninguém quer. Veja o que Deus pensa sobre Lhe oferecermos qualquer coisa, desconsiderando a Sua altíssima e santíssima patente de Senhor sobre tudo e sobre todos:

“ ‘O filho honra seu pai, e o servo, o seu senhor. Se Eu sou Pai, onde está a honra que Me é devida? Se Eu sou Senhor, onde está o temor que Me devem?’, pergunta o Senhor dos Exércitos a vocês, sacerdotes. ‘São vocês que desprezam o Meu nome!’ (...) ‘Na hora de trazerem animais cegos para sacrificar, vocês não vêem mal algum. Na hora de trazerem animais aleijados e doentes como oferta, também não vêem mal algum. Tentem oferecê-los de presente ao governador! Será que ele se agradará de vocês? Será que os atenderá?’, pergunta o Senhor dos Exércitos.” (Malaquias 1.6,8)

É muito fácil presentearmos alguém com aquilo que temos de sobra ou com aquilo que restou depois de nos fartarmos primeiro. Difícil é abrir mão daquilo que nos é tão precioso e demonstrar amor oferecendo-o a alguém.

Parece impossível para você abrir mão de alguma coisa que lhe é pouca ou muitíssimo cara? Pare difícil demais para mim ser espontâneo e adorar a Deus com o que eu tenho, seja muito ou pouco, caro ou barato, raro ou comum demais?

Parecia também para Deus, mas Ele teve mais amor do que razão. E por isso abriu mão de Jesus, Seu próprio Filho, para nos presentear com a salvação. Ele não pensou em Si, mas em nós. Ele não escolheu a glória, e sim os cravos. E Ele doou-Se até a morte para nos presentear com a Sua vida.

Ele foi criativo, e fez o que ninguém jamais pensou ou ousou fazer. E Ele foi altruísta, nos presenteando com algo que Lhe custou o preço mais alto de todos. Se somos mesmo Seus filhos, esses sentimentos devem, no mínimo, fazer parte do nosso caráter e estar presentes em nossas atitudes também.


"A vida de quem escolhe ser Teu não é nada fácil, Senhor. É muito sacrificante viver a santidade e fazer a diferença no meio de uma geração corrompida pelo pecado. Mas é extremamente gratificante! Somos originais, porque não queremos reproduzir o pecado, mas viver a liberdade de Te adorar com tudo o que temos e somos, usando toda a nossa criatividade e de forma espontânea. E somos mais Teus do que nossos. Somos dispostos a renunciar tudo por amor a Ti e somos felizes por isso. Pois quanto mais nos damos a Ti, mais recebemos do Senhor e mais somos completos. Que maravilha! Ajuda-nos a Te ofertarmos toda a nossa vida com nosso mais sincero amor, e Te amar acima de tudo, e sempre Te ofertar nosso melhor. Ainda que pareça perda para nós, somos quem mais ganha nisso tudo porque temos a Ti. Te louvamos e agradecemos por tudo isso em nome de Cristo Jesus, a joia mais cara do nosso tesouro celeste. Amém."