quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Justos!

A Bíblia em um ano:
Ezequiel 35-37
2Pedro 1-2


“Não julguem apenas pela aparência, mas façam julgamentos justos.”
João 7.24


Quem julga pela aparência, olha apenas a estética. Compra um belo par de sapatos que não têm resistência nem durabilidade. Usa roupas que, embora sejam bonitas, não são adequadas ao seu tipo corpóreo. Faz amizades por intenções, não por afinidades.

Quem faz julgamentos justos, olha para as qualidades. Compra sapatos primeiramente duráveis e resistentes, e bonitos depois. Usa roupas adequadas ao seu físico, e conseguem valorizar as peças e o corpo. Aproxima-se de pessoas com quem tem paridade cultural e religiosa, com quem possui afinidades e pode manter um relacionamento harmonioso e sincero a qualquer momento.

Quem julga pela aparência, olha para o rosto. Quem faz julgamentos jutos, enxerga a alma.

Quem julga pela aparência, se choca e cria conflitos quando não se afeiçoa com alguém. Quem faz julgamentos justos, analisa, suporta e procura ser cordial até com aqueles que lhe tratam desafeitosamente.

Não porque quem faz julgamentos justos seja um molenga ou um covarde. Mas porque gente que procura ser justa, age sempre com a lembrança que nossa luta não é contra pessoas, mas sim contra o mal que atua nelas, e que se nossa pátria eterna não é aqui, melhor do que concentrar nossas forças para alcançarmos um estilo de vida que nos permita vivermos na [pátria] futura.