sábado, 12 de novembro de 2011

Onde nossos pés jamais alcançariam...

A Bíblia em um ano:
Jeremias 50-52
Hebreus 9


By Elaine Cândida, com imagens do Google.


“E, onde quer que [Jesus] entrava, ou em cidade, ou em aldeias, ou no campo, apresentavam os enfermos nas praças e rogavam-Lhe que os deixasse tocar ao menos na orla da Sua veste, e todos os que Lhe tocavam saravam.”
Marcos 6.56


Às vezes nos auto-avaliamos e concluímos que temos feito muito pouco pela expansão do Reino de Deus. Poderíamos estar trabalhando mais, evangelizando mais, entregando mais de Deus às pessoas carentes da salvação que só há em Jesus Cristo.

Mas quando olhamos para a vastidão deste mundo, entendemos que nós não podemos entrar em qualquer lugar, e nem estar em dois lugares ao mesmo tempo. Isso dificulta as coisas. Viajar nem sempre é possível. Conversar na mesma linguagem que certas pessoas também não...

Importa-nos saber que Jesus pode entrar em qualquer lugar: em cidades, em aldeias, em campos.

E nós, por meio da oração, podemos apresentar-Lhe os enfermos (físicos e espirituais) de todos os lugares do mundo, e rogar-Lhe para que deixe-lhes tocar ao menos na orla da Sua veste. Certamente, serão curados, e ali haverá a bênção e a vida para sempre.

É bem possível que Deus tenha nos incapacitado de estar em vários lugares ao mesmo tempo para que pudéssemos nos aplicar mais à oração e verificar, na prática, o quanto é maravilhoso interceder pelas vidas que precisam se encontrar com Jesus.

Ele queria nos tornar agenciadores que promovem o encontro de Cristo com as almas, e que, maravilhados, víssemos o Seu poder agir sobrenaturalmente onde nunca pudemos chegar.

É por isso que não duvidamos que as igrejas não precisam de mais maquinarias, nem de mais dinheiro. Tampouco precisam de mais técnicas organizacionais ou de novas filiais. Nem ainda de métodos mais atualizados para facilitar o seu crescimento. Precisam, sim, de pessoas cujos joelhos não se cansem de orar e cujos corações não se cansam de clamar. Porque um verdadeiro cristão em oração pode chegar mais longe do que seus pés jamais alcançariam.