sábado, 26 de novembro de 2011

Precisamos ver a glória...

A Bíblia em um ano:
Ezequiel 27-29
1Pedro 2-3


By Elaine Cândida, com imagens do Google.



“Então [Jesus] lhes disse claramente: ‘Lázaro morreu, e para o bem de vocês estou contente por não ter estado lá, para que vocês creiam. Mas, vamos até ele’.”
João 11.14,15


Todos queriam que Jesus curasse Lázaro. Mas Ele tinha outros planos.

Ninguém entendeu quando Jesus disse: “Lázaro morreu, e para o bem de vocês estou contente por não ter estado lá...” (João 11.15). Ninguém entende quando está em meio a uma situação de conflito e ouve Deus sussurrar: “Todas as coisas contribuem juntamente para o bem...” (Romanos 8.28)

Se Jesus tivesse curado Lázaro, seria só mais uma cura. Ele já era visto por todos como um curandeiro daqueles dias. O povo precisava parar de correr atrás desses sinais e ver o Senhor mais de perto, saber que Seu poder não se limitava a fazer aquilo que os olhos pediam ver, mas sim o impossível que ninguém jamais poderia suspeitar.

O povo precisava ver que Deus, encarnado em Cristo, não era um simples curandeiro, mas o Senhor que elabora a vida e detém o poder da morte.

Frequentemente, nossas orações são repletas de direções que ditamos a Deus: “Senhor, faça isso...”, “Senhor, com Teu imenso poder opere aqui...”. Relembremos o que Deus nos fala sobre isso: “ ‘Os Meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os Meus caminhos.’ Declara o Senhor. ‘Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os Meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos, e os Meus pensamentos, mais altos do que os seus pensamentos’.” (Isaías 55.8-9)

Ainda bem que Deus não atende a muitas de nossas orações! Se Ele atendesse aos anseios dos nossos corações, no momento e da maneira como exigimos, Ele faria a nossa vontade e não a dEle. Como a Bíblia diz que a vontade de Deus é que é boa, agradável e perfeita (Romanos 12.2), então ela deve prevalecer. Se não vier dEle, não será tão boa, nem tão agradável, nem tão perfeita como poderia ser aquela provisão que precisamos. Tampouco, atenderá às nossas reais necessidades.

Se Jesus tivesse atendido ao pedido das irmãs de Lázaro, teria ordenado lá de onde estava mesmo, e a doença de Lázaro iria embora. Era isso o que elas esperavam. Muitas vezes é isso o que esperamos que Ele faça conosco também.

Mas há uma provisão especial que Deus tem para nós, e que excede o que nossos olhos podem ver e o que nossas mentes podem imaginar (1Coríntios 2.9). Supera todas as bênçãos que Ele tem trazido até nós dia após dia. A vitória que Deus tem para nós vai além das palavras e manifesta a glória de Deus de maneira ainda mais excelente.

Nós, verdadeiramente, precisamos ver mais que um sinal. Precisamos ver a glória de Deus.

Por isso, tenhamos um pouco mais de paciência e permaneçamos esperando com fé em nosso Senhor Jesus Cristo. Os quatro dias estão terminando. Jesus já está chegando. E quando Ele der a palavra final, a morte se renderá. O que era morto reviverá. Uma multidão será impressionada. E nós nunca mais seremos os mesmos.