sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Eternas crianças

A Bíblia em um ano:
Naum 1-3
Apocalipse 14

By Elaine Cândida, com imagens do Google.


“Respondeu Jesus [a Nicodemos]: ‘Digo-lhe a verdade: Ninguém pode entrar no Reino de Deus, se não nascer da água e do Espírito. O que nasce da carne é carne, mas o que nasce do Espírito é espírito. Não se surpreenda pelo fato de Eu ter dito: É necessário que vocês nasçam de novo’.”
João 3.5-7



Ninguém nasce adulto. Todo ser que nasce, nasce pequenino, infantil, imaturo. Nascem os filhotes dos bichos. Nascem os brotinhos das plantas. Nascem os bebezinhos dos homens. E todos nascem não prontos.

O mundo e até muitos cristãos ao nosso redor – obviamente usados pelo maligno para nos acusar – têm o hábito de exigir que os filhos de Deus sejam perfeitos de tal modo a nunca tropeçarem. Cobram, acusam e caluniam os filhos de Deus, mesmo aqueles mais convertidos e dedicados ao Senhor, de forma a entristecê-los e desmotivá-los em sua caminhada com Deus. Um único vacilo é suficiente para encobrir toda uma vida de dedicação ao Senhor. Uma única suspeita que eles têm sobre nós forma todo um conceito errado a nosso respeito.

Mas nossas quedas não devem ser mantidas debaixo do julgo daquela voz satânica que sempre ecoa aos nossos ouvidos nessas horas, dizendo: “Você não vai conseguir levantar-se outra vez!”. Nossas dores não devem ser conduzidas pela mentira que diz: “Você não é e nunca conseguirá ser feliz!”. Nossos corações não devem se deixar abater pelos comentários que tecem a nosso respeito sobre o que acham que somos e não sobre o que somos de fato.

Quem conhece nossos corações é o Senhor. Ele é o único apto a declarar a nosso respeito o que temos tentado ser e o que somos, na verdade. Ele é o único que vê o que estamos fazendo em público e em secreto. Por isso mesmo, devemos ter em mente que só a Ele pertence o julgar correta e justamente as nossas atitudes. E se queremos ser bem vistos aos olhos de Deus, jamais devemos nos esquecer que a Sua voz deve ser nosso farol. A Sua Palavra deve ser nossa bússola. Só assim, orientados por Deus, cresceremos cada vez mais saudáveis e santos.

Sim. Estamos em fase de crescimento. Estamos em processo de maturação. E estamos, todos, sujeitos a errar e a cair. Bebês caem enquanto começam a caminhar. Crianças caem quando correm desatentamente [e como costumam ser desatentas as crianças!]. Até adultos caem, quando se desequilibram por algum motivo ou não enxergam um pequeno obstáculo à sua frente.

Mas todos sempre se levantam!

E nós, que nascemos de Deus a cada dia, somos eternas crianças diante do nosso Pai Celeste, aprendendo a caminhar com Ele, descobrindo como nos manter equilibrados, aperfeiçoando nossa visão e enxergando qualquer que possa servir de obstáculo para que alcancemos o Céu.

Portanto, vivamos como crianças ansiosas para chegar ao Reino e pular no colo do nosso Papai. Renunciemos toda acusação do mundo contra nós. Livremo-nos do peso da culpa, pois “agora, já não há condenação há para os que estão em Cristo Jesus.” (Romanos 8.1)

Estamos crescendo. Falhar, cair, levantar e recomeçar fazem parte desse dolorido porém glorioso processo.