quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Por que, Jesus?

A Bíblia em um ano:
Daniel 3-5
2João

By Elaine Cândida, com imagens do Google.

“E [Jesus] disse: Onde o pusestes? Disseram-Lhe: Senhor, vem e vê. Jesus chorou.”
João 11.34-35


Senhor Jesus, eu tento entender o porquê, exatamente, de o Senhor ter chorado em viver aquele momento de tristeza sobre a morte de Lázaro. Afinal, se fosse por causa da perda, O Senhor tem o poder de dar a vida e tem também poder sobre a morte. Tanto que demonstrou neste mesmo acontecimento Sua glória e Seu poder ao ressuscitar o morto que jazia já há quatro dias...

A Bíblia nos diz que quando o Senhor viu Maria chorando, e também chorando os judeus que com ela vinham ao Teu encontro, o Senhor “moveu-Se muito em espírito, e perturbou-Se” (João 11.33). E diz também que depois que alguns dos judeus disseram: “Não podia Ele [o Senhor], que abriu os olhos ao cego, fazer também com que este [Lázaro] não morresse?” (João 11.37), o Senhor voltou a mover-Se outra vez muito em Si mesmo. Por quê?

Marta e Maria lamentaram muito ao Senhor, querido Jesus, porque não acreditavam que o Senhor pudesse fazer o milagre da ressurreição naquele momento.

Espere...

Senhor, vejo que o Senhor havia curado cego de nascença, já havia também ensinado no templo, feito o milagre da multiplicação no deserto, andado sobre as águas, curado aquele enfermo no tanque de Betesda entre outras curas, salvou a samaritana, prometido o Espírito Santo, pregou para Nicodemos, transformou água em vinho... Tendo o Senhor muita amizade com a família de Lázaro, todos eles sabiam de todos estes Teus milagres, e também de outros que não foram narrados pela Bíblia.

Oh, Senhor, então o Senhor Se moveu em espírito e perturbou-Se mesmo por causa da cegueira espiritual daqueles que sabiam quem o Senhor era mas não criam em Ti?

E vejo ainda que os judeus – provavelmente muitos deles já tinham contemplado Teus milagres pessoalmente – também murmuravam, duvidando que o Senhor fez algo impossível em curar o cego mas não teve poder para sarar a Lázaro... E a seguir a Bíblia diz que o Senhor também se moveu outra vez.

Querido Senhor, permita-me perguntar quase concluindo: foi a angústia de ver o poder do pecado e da morte sobre nós, Teus amados, porém muito mais foi a incredulidade deles que moveu Teu coração, não foi?

É a mesma incredulidade em que muitos dos Teus seguidores hoje ainda vivem com total naturalidade. Afinal, tantos de nós têm visto o Teu poder sendo narrado com tanta veracidade, e, outros tantos têm presenciado pessoalmente a Tua glória, mas ainda permanecem cegos como os judeus que Te viram operando sinais e maravilhas mas estavam mais cegos que o cego de nascença que o Senhor curou, simplesmente porque não viam que o Senhor era o verdadeiro Filho de Deus. Ninguém além de Ti poderia ter feito tanto!

Oh, amado Senhor! Parte-me o coração agora, verificar que, se ainda há a mesma incredulidade – inclusive por tantas pessoas que se dizem Tuas amigas – certamente o Senhor ainda chora em ver nossa situação, não é, Bendito Jesus?

Perdoa-nos, Senhor, pois mesmo sabendo que nós somos o maior milagre do Senhor, ainda nos recusamos a acreditar que o Senhor uma vez demonstrou nitidamente que sabe controlar a morte e a vida, seja capaz de conduzir nossos destinos acima de todo mal e mais perto de Deus.

Entendo que o Teu pranto, querido Senhor, não foi somente pela dor daqueles que perderam a Lázaro, mas também pela falta de fé e pelo descrédito em Ti. Mesmo depois de o Senhor ter afirmado que eras a “ressurreição e a vida”, e que quem cresse em Ti, ainda que estivesse morto viveria (João 11.25), eles desacreditaram de Ti e pareciam ter escolhido estarem mais mortos do que o próprio Lázaro... somente pela incredulidade.

“Aquele que crer em Mim, ainda que esteja morto, viverá.” Foi isso o que o Senhor disse, não foi? Há vivos mortos, porque são vivos mas não crêem. E há mortos vivos, que não crêem, mas estão perambulando por aí sem esperanças, sem paz.

Sei que já falei muito, Senhor, mas permita-me dizer-Lhe algo ainda, antes de ir-me. Tu conheces cada pessoa no seu íntimo, querido Jesus. Chame-as pelo nome. Certamente Te ouvirão e sairão para fora dos seus túmulos. Novamente será revelada a glória de Deus, e o Senhor impressionará uma multidão de gente que Te conhece só de ouvir falar...


"Comeceo Teu milagre em mim, Senhor Jesus. Faça o Teu querer e ensina-me a fazer uso da fé, para que eu possa agradar mais e mais ao meu Deus. Obrigada por Se empenhar em me ajudar a ser cada vez mais próximo do Pai pela via da crença nAquele que ressuscitou para decretar a morte da morte, e sobre Quem nem mesmo ela teve poder. Amém."