segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Mais um beijo...

A Bíblia em um ano:
Êxodo 25-27


“Beijai o Filho, para que Se não ire, e pereçais no caminho, quando em breve se acender a Sua ira; bem-aventurados todos aqueles que nEle confiam.”
Salmos 2.12


Você já deu um beijo de amor no seu esposo, esposa, namorado(a), no seu pai, mãe, ou filhos hoje? Já recebeu um beijinho hoje?

Essa experiência, por mais habitual e simples que seja, pode alegrar um dia inteiro.

Mas se você está sozinho (como eu), e não tem ninguém que fisicamente possa te dar um ósculo de amor, não fique triste, não dê lugar à solidão e aos complexos interiores. Jesus está presente esperando um beijinho nosso e ansioso para nos encher de beijocas carinhosas também.

Ninguém beija outra pessoa, a não ser quando tem ou deseja ter intimidade com ela. Existem exceções, nos casos de beijos dados à força. E o que o Senhor quer é exatamente isso: ter intimidade com Seus amados filhos. Um relacionamento firme e santo, de Pai para filho e de filho para Pai (nessas duas direções, constantemente). Mas não um relacionamento forçado, onde beijos sejam trocados por pura obrigação; onde abraços sejam apenas um ritual para se manter as aparências ou para se conseguir trocas de favores.

Não. Não é assim que Deus Se sente feliz numa relação com Seus filhos. E nem os filhos de Deus também podem ser felizes numa relação assim. “Não por força nem por violência, mas sim pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos” (Zacarias 4.6). Aliás, Deus Se recusa a viver relacionamentos assim.

Deus espera nosso beijo associado a um caloroso e espontâneo “Bom dia, Papai!”.

Espera que O beijemos antes de sairmos de casa, quando voltarmos a ela e enquanto estivermos fora dela. Isto é, no meio da rua, no trabalho, em qualquer lugar, sem vergonha de revelarmos ao mundo que somos Seus amados filhos e que O amamos com inteireza de coração também.

Beijos não só de agradecimento pelas bênçãos alcançadas e curas recebidas, mas também de carinho e adoração em momentos difíceis, quando só nos restar a presença de Deus e os Seus braços para nos amparar.

Beijos de amor, enquanto repousamos nossa cabeça em seu colo e confessamos que Ele é tudo o que de melhor nós temos, tudo o que nós realmente precisamos e tudo o que verdadeiramente tem significado e importância para nós.

Beijos de carinho no decorrer do dia, só para lembrar o quanto Ele tem sido essencial, querido e agradável em nossas vidas.

Um grande beijo de “Boa noite, amado Senhor!”, em agradecimento por tudo o que Ele é e tem feito por nós no decorrer de todo o dia, e também pelo que Ele fará enquanto estivermos dormindo.

Mais um beijo...

Não o da traição, mas o do amor sincero. Não o da denúncia, mas o da confissão. Não o da infidelidade, mas o da alegria em permanecer do lado dAquele que jamais falhou e jamais deixou de nos amar. Não o beijo da mentira, mas o beijo da verdadeira entrega e dependência do Pai.

Beije Jesus hoje.

Confie nEle. Entregue a Ele todos os teus cuidados. Demonstre a Ele o quanto é importante para você ter a presença do Senhor em sua vida.

Viva na presença de Deus e faça-Lhe francas declarações de amor. Você verá que não existe relacionamento mais lindo nem necessário do que este!