sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Evangelho eterno desde agora

A Bíblia em um ano:
Gênesis 16-19

By Elaine Cândida, com imagens do Google.


“E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo, dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-Lhe glória; porque é vinda a hora do Seu juízo. E adorai Aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.(...) E ouvi uma voz do céu, que me dizia: Escreve: Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem dos seus trabalhos, e as suas obras os seguem.”
Apocalipse 14.6,7,13


Não é uma gloriosa revelação para nós sabermos que nem mesmo a morte é o fim da nossa história?

Essa maravilhosa verdade é a realidade do futuro de quem ouve, recebe e guarda o Evangelho eterno – aquele que transforma vidas, que cura as feridas da alma (e também do corpo), que limpa as mentes da poluição do pecado, que muda certezas, hábitos, posturas, valores. Não esse outro evangelho que temos visto sendo anunciado com tão rápida disseminação no meio dos cristãos hoje. Um que nos convida a gritar, a pular, a fazermos piruetas no ar, nos provoca alguns arrepios e até arranca algumas lágrimas, mas não nos induz a perdoar com sinceridade, a amar com paciência e perseverança, a esperar o tempo de Deus e a priorizar a vontade do Senhor para nossas vidas. Um tal evangelho que exige de Deus mais do que oferece, de forma aceitável, o que Ele tem esperado de nós.

Estamos vivendo um evangelho que leva multidões às plataformas quando deveria levá-las aos pés de Jesus. Um que nos oferece um bom rótulo e não um excelente conteúdo. Um que já se tem esquecido de anunciar a volta de Cristo, porque tem se ocupado demais em ordenar a Deus o que fazer em nosso favor e em determinar as bênçãos e o tamanho da prosperidade que se desejam alcançar aqui na terra.

O evangelho eterno diz: “Temei a Deus!”, porque Ele é amor mas também é justiça, é fogo consumidor. A desobediência foi o que levou o homem a pecar contra o Criador e a desgraçar o futuro da humanidade inteira por toda a eternidade. Respeitá-Lo, como Senhor de tudo e como Santo Deus.

O evangelho eterno diz: “Adorá-Lo!”, porque Ele é totalmente adorável pelo que é. Honrá-Lo em primeiro lugar sempre, dedicar-se Àquele que é exaltado sobre tudo e sobre todos; inclinar-se Àquele que é perfeito em todas as Suas decisões. Não excluí-Lo de nenhum dos nossos momentos e planos.

O evangelho eterno diz: “Bem-aventurados os que desde agora morrem no Senhor... as suas obras os seguem”. Que evangelho temos praticado em nossas vidas, e que obras podemos apresentar ao Senhor até agora? Lembre-se: títulos não salvam. Mudança de atitudes sim.

No grande dia do Senhor (porque Ele virá e não tardará), o Cordeiro receberá de braços abertos aquele grupo de renunciou tudo o que foi necessário por amor Dele, dizendo: “Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo!” (Mateus 25.34). Mas haverá um grupo à Sua esquerda, que dirá: “Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?”, e a resposta do Mestre aos tais será abertamente: “Nunca vos conheci; apartai-vos de Mim, vós que praticais a iniqüidade. (...) Apartai-vos de Mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos.” (Mateus 7.22-23; 25.41)

Faça por onde seu nome ser pronunciado logo após “Vinde, bendito...”.