quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Nem todos...

A Bíblia em um ano:
Gênesis 33-36

By Elaine Cândida, com imagens do Google.


“As visões dos seus profetas eram falsas e inúteis; eles não expuseram o seu pecado para evitar o seu cativeiro. As mensagens que eles lhe deram eram falsas e enganosas.”
Lamentações 2.14


Os tempos mudaram mas os problemas da Igreja continuam basicamente os mesmos. Por isso, o verso acima fala por si só. Contudo, vale acrescentar que por causa da falta de compromisso para com a Verdade é que muitos profetas dos nossos dias têm iludido multidões com fábulas e desvios doutrinários.

As atitudes de muitos fãs de ídolos gospel (cantores, pregadores, pastores, etc.), fãs que são adoradores de homens e não de Cristo simplesmente porque Este denuncia o pecado, doa a quem doer, enquanto aqueles massageiam os seus ego, só atestam a veracidade a Palavra que diz que “onde não há profecia, o povo se corrompe” (Provérbios 29.18-SBB).

Mais que as palavras e os hinos de louvor ao Deus que essas pessoas desconhecem, seus comportamentos contribuem para nos convencer que realmente esse evangelho colorido, que prega graça divina sem falar da justiça de Deus, que não induz o homem a refletir sobre seu caráter e transformação constante diante de Deus nem a examinar seus próprios erros, que não instiga o homem à renúncia ao mundo e ao próprio orgulho por amor a Cristo, não passa de mais um tipo de entretenimento barato.

Exatamente como a Bíblia atesta, esses produtos gospel, cujos rótulos nos encantam e o conteúdo nos adoece, não geram transformação, não produzem mudança de cárter, não influenciam à libertação da alma do homem.

Se o fizessem, veríamos quebrantamento, arrependimento, humildade. Fácil encontrar isso nas palavras das pessoas hoje, mas muito difícil constatá-las nas suas atitudes, que podem até serem carregadas da pronúncia do nome de Cristo e respaldadas pela frequência assídua a uma igreja, mas que demonstram nunca ter ocorrido um novo nascimento.

Quem canta ou prega um Evangelho que não toca nos pecados, que não aponta os erros, que não provoca inquietação nem confronta nossos valores e motivações, não está pregando a Verdade. Está mentindo para você, para mim, para Deus e para si mesmo. Não tem compromisso com o Evangelho da Cruz nem com Aquele que veio levar a Sua cruz para nos ensinar por onde e como passar com a nossa.

Por isso, não se deixe iludir por qualquer coisa que você escuta da boca dos artistas gospel ou dos grandes pregadores e pastores do nosso tempo. Procure conhecer a Bíblia e fazer aplicação prática dos santos ensinos na sua vida. Assim, você terá condições de examinar muito bem todas as coisas, colocando tudo à prova, e guardando somente aquilo que condiz com o que a Palavra de Deus nos ensina. (1Tessalonicenses 5.22)

Nem tudo o que reluz é ouro. Nem todos os que dizem “Senhor! Senhor!” entrarão no Reino dos Céus (Mateus 7.21). “Nem todos que são de Israel são israelitas” (Romanos 9.6).

Caminhe pela luz da Palavra de Deus (Salmos 119.105). Afaste-se de toda forma de mal (1Tessalonicenses 5.22), pois, de fato, “onde não há revelação divina, o povo se desvia; mas como é feliz quem obedece à lei!” (Provérbios 29.18-NVI)