quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Orgulho de ser filho de Deus

A Bíblia em um ano:
Números 11-14

“O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.”
Salmos 46.7

Certo homem conta que observava um menino sozinho, na sala de espera do aeroporto, aguardando a chamada para o seu vôo.

Quando o embarque começou, o menino foi colocado na frente da fila para entrar e encontrar o seu assento antes dos adultos.

Depois de entrar no avião, o homem viu que o menino sentou-se em uma poltrona ao seu lado.

Porque o garoto foi cortês com o senhor, logo ele iniciou uma conversa com a criança que, em seguida, começou a passar o tempo colorindo gravuras de um livro.

Aquele menino não demonstrava nenhuma ansiedade ou preocupação com o vôo enquanto as preparações para a decolagem estavam sendo feitas.

Durante o vôo, o avião entrou numa tempestade muito forte, o que fez com que a aeronave balançasse como uma pena ao vento.

A turbulência e as sacudidelas bruscas assustaram alguns dos passageiros, mas, o menino parecia encarar tudo com a maior naturalidade.

Uma das passageiras, sentada do outro lado do corredor, ficou preocupada com tudo aquilo que acontecia, naquele momento, perguntou ao garoto:

__Você não está com medo?

__Não senhora, não tenho medo – ele respondeu, levantando os olhos de seu livro de colorir e, confiante, disse com um sorriso:

__ Meu pai é o piloto.

Esse mesmo sentimento de orgulho que o menino tinha por ter seu pai no comando da situação adversa, nós percebemos no salmista autor do Salmo 46. Desde o primeiro verso o escritor já faz a declaração que sustentava toda a sua fé: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.” (Salmos 46.1)

É uma atitude nobre e honrosa para um filho lembrar que seu pai está na direção das situações, sejam elas boas ou más.

Creio que falta em muitos dos filhos de Deus essa certeza que o Senhor é absoluto em poder e tem domínio sobre tudo e sobre todos. Fala-se muito de fé, mas age-se pouco quando devemos praticá-la. Nossas ações referentes à fé não condizem com nossas declarações a seu respeito.

Não nos esqueçamos que se nossas vidas já foram entregues a Jesus, seja na alegria ou na dor, nas fáceis ou difíceis situações, o Senhor dos Exércitos é quem está no comando do vôo. Ele é o piloto. Nossa viagem será segura e despreocupada, pois saber que Deus está no controle das nossas vidas faz toda a diferença.

Quando tudo estiver desordenado ao nosso redor, quando o mar estiver agitado, quando as adversidades sobrevirem com grande ferocidade, vamos olhar para elas com a mesma segurança e tranqüilidade que o menino olhou para a mulher, e vamos responder às situações que querem nos causar grande pavor: “Não tenho medo, pois o Senhor dos Exércitos está comigo!”