terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Um coração de rei

A Bíblia em um ano:
Números 7-10

“Aquele que diz que está nEle, também deve andar como Ele andou.”
1João 2.6


Quando uma pessoa faz um transplante de algum órgão, ela passa por um longo período de observação, até que haja uma adaptação.

Essa adaptação, contudo, não é do órgão, que se esforçará para conviver em harmonia com o resto do novo corpo. Ao contrário: o corpo é quem deve se empenhar para funcionar bem em conjunto com o novo órgão.

E assim é o corpo de Cristo. Da mesma sorte, aqueles que dizem que receberam um novo coração de Jesus devem andar como Jesus andou, e se adaptarem a uma vida dirigida pelo próprio Espírito Santo.

Sua maneira de pensar agora será a nossa; Seu jeito de enxergar o mundo, também passará a ser o nosso; Seu modo de agir deverá ser o molde padrão para todas as nossas atitudes.

“Andar como Ele andou.”

Pare para pensar e veja como Jesus andou: fazendo o bem sem olhar a quem; abençoando em vez de amaldiçoando; construindo pontes em vez de muros; expondo a verdade em qualquer hipótese; jamais negociando a fé e a unção; nunca proferindo mentiras. Ele andou amando, perdoando e acolhendo, e não odiando, condenando ou rejeitando.

Jesus andou confiante, obediente, corajoso, sincero. Andou cuidando, lavando, limpando, levantando, transformando.

Seu coração é perfeito, e isso às vezes nos assusta.

Ora, se temos que receber o novo coração de Cristo, então temos que nos esforçar para sermos perfeitos, santos com Ele é, e assim também poder dizer: “...deste mundo, nada tem em mim!”. (1Pedro 1.15-16; João 14.30)

Mas não devemos temer. Pois o Dono do coração que deve ser transplantado para nossos espíritos, não morre. Ele vive eternamente de modo que possa nos ajudar a conhecer, receber e cuidar do nosso novo coração...

Um coração que nos foi doado pelo Rei!