quarta-feira, 18 de abril de 2012

Pão Diário

A Bíblia em um ano:
1Crônicas 13-16



By Elaine Cândida, com imagens do Google.

“Antes de ser afligido andava errado; mas agora tenho guardado a Tua Palavra. (...) Foi-me bom Ter sido afligido, para que aprendesse os Teus estatutos.”
Salmos 119.67,71


O hino número 302 da Harpa Cristã tem o seguinte trecho como estribilho: “Em vez de murmurares canta um hino de louvor a Deus. Jesus quer te dar vida santa; qual noiva levar-te pra o Céu.” E a orientação de toda a Bíblia é louvar a Deus em todo o tempo e ser-Lhe sempre grato por tudo(Salmo 34.1; 1Tessalonicenses 5.18).

Muitos são os motivos pelos quais Deus permite o sofrimento do justo, a fim de que ele ganhe mais intimidade com o Senhor. Dentre eles, a necessidade de se observar, apreender e praticar a Palavra de Deus.

A Bíblia nos foi dada como um manual de instruções é elaborado para auxiliar no manuseio de um equipamento difícil de usar. A vida do ser humano sobre a Terra é realmente difícil de ser vivida, se observada sob o ângulo da retidão e da salvação em Cristo Jesus.

Pessoas que vivem alheias à Palavra de Deus cometem (ou estão sujeitas a cometer) todo tipo de pecado e prática abominável ao Senhor. E é difícil subestimar a importância da Bíblia para o verdadeiro crente.

a) ela palavra de Deus somos nascidos de novo - “(...) tendo sido regenerados, não de semente corruptível, mas de incorruptível, pela palavra de Deus, a qual vive e é permanente.” (1 Pedro 1.23)

b) Por meio da Palavra de Deus crescemos na graça - “Desejai ardentemente, como meninos recém-nascidos, o puro leite espiritual, para por ele crescerdes para a salvação.” (1Pedro 2.2)

c) Graças à Palavra somos guardados do pecado – “Como purificará o jovem o seu caminho? Observando-o segundo a Tua Palavra.” (Salmos 119.9)

d) Somos limpos por meio da Palavra. Cristo orou desta forma por aqueles que haviam de segui-Lo – “Santifica-os na verdade; a Tua Palavra é a verdade.” (João 17.17)

e) A Bíblia ilumina todas as nossas decisões e nos ensina a permanecermos sempre no centro da vontade de Deus – “Lâmpada para os meus pés é a Tua Palavra e luz, para o meu caminho.” (Salmos 119.105)

A Palavra tem tantos benefícios que o salmista chega a dizer: “Mais preciosa é para mima lei da tua boca do que milhares de moedas de ouro e de prata.” (Salmos 119.72)

O livro de Apocalipse, versículo 3 do capítulo 1, nos adverte explicitamente: “BEM-AVENTURADO É AQUELE QUE LÊ,E OS QUE OUVEM AS PALAVRAS DESTA PROFECIA,E GUARDAM AS COISAS QUE NELA ESTÃO ESCRITAS.”

Recursar-se a ler a Bíblia é sinônimo de permanecer na ignorância absoluta e tornar-se presa fácil para o sofrimento e a destruição: “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento.” (Oséias 4.6)

Muitas vezes, Deus permite o sofrimento do justo simplesmente porque deseja que ele, de bom ânimo e interesse, busque mais da Sua Palavra. Ela é um poderoso instrumento para vencer o mundo.

No deserto, satanás declarava e distorcia trechos das Escrituras Sagradas (exatamente como muitos líderes religiosos fazem hoje), a fim de persuadir Jesus a pecar (na Sua condição humana). Jesus venceu o maligno pela Palavra, porque também era conhecer dos estatutos de Deus e estava sendo conduzido pelo Espírito Santo para praticá-los com o propósito de engrandecer e agradar ao Senhor.

As frases que Jesus dirigiu para o diabo naquela situação foram declaradas com a seguinte observação: “Está escrito” (Mateus 4.4,7,10). Isso prova que Cristo conhecia e fazia uso severo dos princípios contidos na Palavra de Deus. E foi com a Palavra de Deus que Jesus nos deixou exemplo de como manter-se em pé, reto diante de Deus, forte, corajoso, e de como calar a boca do falso leão.

Uma Bíblia que está caindo aos pedaços, geralmente pertence a alguém que não está.

Que exemplo glorioso Jesus Cristo nos deixou! O exemplo de quem está bem nutrido e vigoroso diante de Deus e do mundo, pois sabe que a Bíblia foi destinada a ser pão para o uso diário,e não um bolo para ocasiões especiais.