sexta-feira, 27 de abril de 2012

Sempre novos em Cristo


A Bíblia em um ano:
2Crônicas 10-14

“Porque para com Deus, não há acepção de pessoas.”
Romanos 2.11


O apartamento em que moro entrou em reforma...

E em meio a tantas latas de tinta, caixas e outras ferramentas, eu me encontro feliz e embasbacada com o nosso Deus, que usa tantas coisas simples para nos dar tantas lições imperiosas!

Certamente usarei esse tema – a reforma do meu apartamento – para explanar as próximas mensagens. Mas hoje, quero falar um pouquinho sobre as tantas coisas que eu queria trocar por aqui.

Há muitos itens de acabamento que eu gostaria de trocar em minha residência, por causa do muito tempo de uso: a pia do banheiro por outra mais moderna, a da cozinha por outra mais bonita, o chuveiro por outro mais eficiente, pastilhas adesivas nas paredes da cozinha e do banheiro, etc. Mas o dinheiro não é suficiente. Então, tive de optar pelas prioridades, e permanecer com alguns itens velhos, mas que estão em perfeito estado de uso e ainda me servirão muito bem por mais alguns anos.

Pois bem... O Senhor que não troca ninguém porque este ficou velho, fez-me lembrar o dia inteiro de ontem (o dia decisivo das compras) sobre Seu amor incondicional. Ele não despreza um humano arranhado pela vida como nós desprezamos as cosas arranhadas nas mudanças. Ele não quer trocar pessoas velhas por outras novas apenas porque aquelas já não são tão modernas assim. Ele também não troca pessoas velhas por outras novas, quando as velhas parecem não Lhe servirem mais. Porque Deus não usa pessoas. Ele as ama!

O Senhor abraça os velhos e os novos quando estes chegam, e nem por um segundo sequer propõe que as pessoas mais novas (na sua fé ou na sua idade) sejam melhores ou piores que os mais velhos. E quando novos ou velhos necessitam de reparos, Deus não os substitui. Ele os reforma!

Às vezes, nós nos desesperamos porque vemos o tempo passar e muitas coisas parecem tardar-se demais para acontecer. É o casamento que não chega, é o filho que ainda não foi gerado, é o ministério que ainda não deslanchou... Parece que estamos ficando velhos demais para vivermos todas essas coisas!

Mas para o Senhor, o que é velho pode ser tão útil quanto o que é novo e vice-versa, desde que seja abençoado e direcionado por Ele. Portanto, o tempo não interferirá no cumprimento das promessas do Senhor para nós! Além disso, os mais velhos devem reconhecer e valorizar cristãos jovens que são pessoas de caráter e fé. Os mais jovens precisam viver uma vida de caráter inquestionável. Caráter, moralidade, fé e bondade são atributos essenciais do cristão, não importa sua idade.

Deus nos ama como somos e quer nos transformar a cada novo dia. Mas Ele não deixará de nos amar, abençoar e convocar a realizarmos grandes obras só porque o tempo passou e nós já não temos a mesma disposição física de antes. Se a nossa fé é alimentada pelo Eterno diariamente, ela manter-se-á sempre jovem!

Quem há mais velho que o próprio Deus? E quem há mais jovem e atualizado que Ele mesmo? E quem há mais experiente e notável que Ele?

Deus entende bem sobre velhice e conhece muito bem as minúcias da juventude. Por isso, Deus não valoriza mais a um do que ao outro por causa da sua idade, mas aproxima-Se mais intensamente de um ou de outro de acordo com a sua fé e obediência ao Senhor.

Se nós estamos ficando velhos e muitas coisas ainda estão por acontecer em nossas vidas, descansemos no amor do Deus que não faz acepção de pessoas (Romanos 2.11). Descansemos em Suas promessas. Descansemos na Sua Palavra que nos lembra que para Ele não há impossível algum (Lucas 1.37; Mateus 19.26). Nem mesmo a ação do tempo.

Pois o nosso Deus, até do tempo, é Senhor absoluto!





"Glória ao Pai, Deus e Senhor de todo o universo e do tempo! Glória ao Deus que nos ama incondicionalmente, mesmo que nossos cabelos se tornem brancos e nossas forças se percam em meio aos anos! Glória ao Eterno Senhor, que sempre cumpre Suas promessas e nos acrescenta valor às nossas vidas, mesmo quando elas já estão perto do fim. O Senhor é fiel, e a Sua misericórdia dura para sempre. Não se acaba, mas renova-se a cada manhã, fazendo do que é velho um eterno jovem em Cristo. No nome dEle oramos e agradecemos por tanto amor. Amém."