segunda-feira, 21 de maio de 2012

O amor de Deus


A Bíblia em um ano:
Jó 21-24

By Elaine Cândida, com imagens do Google.


Satisfaze-nos pela manhã com o Teu amor leal, e todos os dias cantaremos felizes.
Salmos 90.14

Alguém que começa o seu dia respirando o amor do Senhor começa o seu dia “com o pé direito”, como dizem. Começa da melhor maneira que pode ser: na presença do Deus que provê tudo o que precisamos, cuja presença garante-nos Paz, direção, equilíbrio e segurança.

O amor do Senhor nos inspira a cantar, nos ajuda a pensar corretamente, nos corrige no caminhar. Seu amor nos abraça em meio às dores, nos conforta nas adversidades, nos fortalece em meio ao cansaço, nos inspira outra vez.

Viver sem desfrutar o amor de Deus é loucura. É terrível! É sinônimo de tristeza e vazio. E Deus sabe disso. Sabe que precisamos ver e reconhecer Seu amor por nós se nossa intenção é sermos felizes, acertarmos o alvo, termos satisfação.

Não importa o quanto somos pecadores ou o quanto estamos distantes de Deus. O Seu braço é grande o suficiente para nos alcançar, e o Seu amor é maior que qualquer culpa que possa nos condenar.

A Bíblia diz que nossos pecados nos afastam de Deus, mas que do Seu amor nada nos separará (Isaías 59.3 e Romanos 2.28, respectivamente). Os pecados afastam a presença do Senhor mas Ele continua nos amando. E é por isso que Jó nos conta que “para árvore [...] há esperança: se é cortada, torna a brotar, e os seus renovos vingam. Suas raízes poderão envelhecer no solo e o seu tronco morrer no chão; ainda assim, com o cheiro de água ela brotará e dará ramos como se fosse muda plantada”. (Jó 14.7-9)

Nada que fizermos de bom ou de mau aumentará ou diminuirá o amor do Senhor por nós. Ele simplesmente nos ama e o faz numa medida incalculável.

Essa certeza nos garante que o perdido pecador pode começar uma vida nova e transformada se buscar ao Senhor de todo o seu coração, se arrepender e deixar os seus pecados (2Crônicas 7.14; Jeremias 29.13-14). Ao coração quebrantado o Senhor não desprezará (Salmos 51.17).

E o amor que acolhe o arrependido está em Cristo Jesus. No Seu sacrifício Ele expressou por nós o sublime amor de Deus, que abriu uma porta para a nossa salvação e transformação, mesmo sem merecermos.

Por isso, se você ainda reluta em entregar o seu coração a Jesus, ou se você já fez isso mas anda distanciado Dele por algum motivo, volte-se para o Senhor hoje, agora, confiando no Seu amor. Foi Jesus mesmo quem falou que aquela pessoa que fosse até Ele jamais seria lançada fora (João 6.37).

Esse amor incondicional, único e sublime é o amor que Deus canta para nós logo cedo e que nos desperta do sono, como nesta manhã, nos convidando para um novo dia de vida renovada, abençoada e santa.

Somente esse amor é o que torna nossos dias felizes e produz cantos de alegrias em nossos lábios, refletindo o louvor e a gratidão que há em nossos corações... Corações satisfeitos porque têm o Senhor e, assim, não têm falta de mais nada!


"Pensar no Teu amor nos reporta ao Calvário, Jesus, expressão maior do amor de quem é capaz de dar a própria vida por gente tão desmerecedora da bondade de Deus como nós somos. Como é inspirador e querido este Teu amor! Ensina-nos, Pai, a sermos mais gratos ao Senhor por esse amor que nos ama mesmo quando falhamos, que nos quer mesmo quando ninguém mais nos quer. E nos ensine a praticá-lo também, contando com nossas atitudes o quanto o Senhor nos ama e deseja eternamente ao Teu lado. No nome de Cristo Jesus, o amor do Senhor em pessoa, nós oramos e agradecemos pela oportunidade que se renova hoje de termos vida, e vida regada pelo Teu imenso amor. Amém"