terça-feira, 15 de maio de 2012

Não tão rápido...


A Bíblia em um ano:
Ester 4-10

“Então [Samuel] perguntou a Jessé: ‘Estes são todos os filhos que você tem?’ Jessé respondeu: ‘Ainda tenho o caçula, mas ele está cuidando das ovelhas’. Samuel disse: ‘Traga-o aqui; não nos sentaremos para comer enquanto ele não chegar’. [...] Samuel apanhou o chifre cheio de óleo e o ungiu [a Davi] na presença dos seus irmãos, e, a partir daquele dia, o Espírito do Senhor apoderou-se de Davi. [...] Davi apresentou-se a Saul e passou a trabalhar para ele. Saul gostou muito dele, e Davi tornou-se seu escudeiro.”
1Samuel 16.11,13,21

O Espírito Santo Se apoderou de Davi, mas não lhe tirou naquele mesmo momento do seu lugar detrás das malhadas e lhe pôs imediatamente sobre um trono. Não. O Espírito Santo de Deus Se apoderou de Davi e começou com ele uma grande jornada de preparação, de fortalecimento, de experiências incríveis que estruturariam todo o seu reinado e edificariam a fé das gerações futuras.

Davi, primeiro, treinou com ovelhas, para depois pastorear o povo mais caro do mundo: o povo de Deus.

Primeiro, ele matou leões e ursos, para só depois ter condições de usar da maneira certa o nome de Deus e matar gigantes.

Primeiro, ele tocou harpa e cantou singelas melodias ao Senhor. Só depois ele compôs poderosos salmos, e o fez com uma paixão tão intensa que só quem já entrou no lugar da mais íntima adoração ao eterno Deus consegue fazer.

Davi, primeiro, foi escudeiro do rei. Só depois, ele se tornou o próprio rei – e foi o melhor de todos os reis terrenos que Israel já teve.

Diferente de muitos que se apressam com seus próprios pés, sobem ao alto dos montes antes do tempo de Deus, e logo servem de escândalo para o Evangelho, Davi foi um exemplo dos processos pelos quais Deus nos passa pelos vales antes de nos colocar nos altos dos montes. É que o Senhor sabe que sem experiências e intimidade com Ele, ao menor vento nós despencaremos de lá.


"Nem sempre eu compreendo o porquê de tanta demora (aparente), Senhor, ou a razão de tantas situações conflituosas a que sou submetida. Mas uma coisa eu tenho certeza, mesmo sem compreender os Teus motivos: o Senhor está no comando de tudo, sabe exatamente o que está fazendo, e faz com excelência. Ajuda-me a olhar e ver a Tua mão sempre no leme. Ajuda-me a ver que o Senhor é fiel em todas as Tuas palavras e, no final de tudo, me elevará sobre uma rocha, onde poderei ver ainda mais nitidamente os portões da Cidade para onde sigo caminhando com Cristo. Faço esse pedido no nome Dele. Amém."