quarta-feira, 23 de maio de 2012

A Pedra


A Bíblia em um ano:
Jó 29-32

By Elaine Cândida, com imagens do Google.



“Então, tomou Samuel uma pedra, le pôs entre Mispa e Sem, e chamou o seu nome Ebenézer (que significa ‘a pedra de ajuda’), e disse: Até aqui nos ajudou o Senhor.”
1Samuel 7.12


Uma pedra pode nos servir de encosto quando estamos cansados. Também pode servir-nos como um banquinho para nos assentar-mos e retomar as forças ou, simplesmente, pararmos para refletir sobre algo.

Pedras são utilizadas para se construir a base de uma casa e que lhe dá toda a sustentação necessária. Foi uma pedra que serviu de travesseiro para Jacó (Gn 28.10-17). Com uma pedra um gigante foi derrotado por uma criança (1Samuel 17.48-51).

Uma pedra também pode ser utilizada como degrau, sobre o qual subimos para conseguir melhor visão do que se passa ao nosso redor. Sobre uma pedra podemos enxergar mais além... Com pedras são edificadas as grandes muralhas e fortalezas... Nas fendas de grandes pedras se abrigam os mais diversos animais.

Transfira todas essas utilidades de uma pedra para o campo espiritual... Imagine um grande penhasco, uma gigantesca pedra... uma rocha imensa... Imagine mais que isso: pense numa rocha tão grande que não possa ser medida por nada nem ninguém!

E lembre-se que, na vida que quem tem o Senhor Jesus Cristo como único, eterno e suficiente Senhor e Salvador, a Rocha sobre quem estamos falando é o próprio Deus, Senhor dos Senhores, Onipotente, Imbatível, Inabalável... Imortal.  (Isaías 44.8b)


"Rocha minha, Senhor meu e Deus meu... como Tu és grande e maravilhoso! Obrigada por me servir de travesseiro para dormir tranqüilo; por ser o meu escoro quando estou cansado e preciso retomar as forças e por ser um banquinho onde posso sentar-me para refletir sobre tudo o que for preciso, com calma e paz... obrigada por derrubar e destruir os gigantes que à minha frente se colocam; por colocar meus pés em lugares altos, acima de todo o mal e de todos os problemas da vida, onde posso contemplar os horizontes que me esperam para a eternidade! Obrigada, Rocha inabalável, por seres a minha fortaleza, e permitires que eu me abrigue em Ti quando ruge o mar braviamente e os ventos assopram tenebrosos... Que essa graça maravilhosa alcance a vida dos milhares que ainda permanecem sem a certeza da Tua presença gloriosa e santa... e que possam também permitir que o Senhor seja a sua Ebnézer... Muitíssimo obrigada por ter me ajudado até aqui, meu grande e incomparável Senhor! Amém."