segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Tesouros pelo caminho


A Bíblia em um ano:
1Coríntios 11-14

By Elaine Cândida, com imagens do Google.

“Ele [meu pai] me ensinava e me dizia: "Apegue-se às minhas palavras de todo o coração; obedeça aos meus mandamentos, e você terá vida.”
Provérbios 4.4

Li em algum lugar, há algum tempo, que “quem não sabe aonde ir, não enxerga os tesouros que encontra pelo caminho”.

Algumas vezes, vivo bem nitidamente esse axioma, quando abro as páginas da Bíblia procurando uma resposta e não sei o que ler.

Rolo suas páginas para lá e para cá. Leio trechos grifados. Leio minhas anotações na vertical, na horizontal, na diagonal, nas entrelinhas e algumas até de cabeça para baixo. Fecho a capa e tamborilo os dedos sobre ela. Volto a folhear o Livro. Mas não encontro nada que fale comigo, que possa dialogar com meu coração inquieto ou entristecido.

São quase mil e trezentas páginas destilando vida e perdão e, eu, sentindo o bafo da morte e do pecado tentando seduzir minha alma. É um universo de sabedoria e força para a minha existência, mas num dado momento parece que deixo de fazer parte dele, e atuo dirigida somente pela ignorância e pelas fraquezas do meu ser.

Quando a gente (consciente ou inconscientemente) procura se contentar apenas com as palavras, nenhum texto, por mais bem elaborado que seja, é suficiente para conversar conosco. Certamente o erro está em ter buscado as palavras sem a voz que as pronuncia.

A voz da Bíblia é o Espírito Santo. O erro, então, certamente está em querer aprendê-la e apreendê-la simplesmente lendo os textos, e não ouvindo a voz que os ditou. O erro, certamente, está em querer obter as palavras sem a mão sábia que as escreveu. Certamente que o erro está em abraçar um texto sem que se saiba nada sobre o coração de quem o compôs.

Por isso, te convido a orar antes de ler a Bíblia – e eu também o farei. Te convido a não abri-La simplesmente, mas a atender à voz que sussurra ao seu coração uma referência, o lugar exato para sua leitura. Eu te convido a usufruir dos textos do Cânon Sagrado e a fruir no amor e na graça de Deus, fluindo de cada um deles.

Enfim, eu te convido à sensibilidade de ouvir o Autor da Bíblia conversando com você pelo caminho, enquanto você cata pedrinhas raras de sabedoria em cada parada de reflexão, e enche com nova alegria os bolsos da sua fé.